ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Mensagem de dom Majella por ocasião do "Dia Mundial dos Pobres" - por Pe. Andrey Nicioli


“Estende a tua mão ao pobre” (Eclo 7,32).



A Igreja Católica assinala este domingo (15) o IV Dia Mundial dos Pobres, uma iniciativa instituída pelo Papa Francisco. Segundo o Papa o significado desta celebração é “ser uma pequena resposta, dirigida pela Igreja inteira dispersa por todo o mundo, aos pobres de todo o gênero e de todo o lugar a fim de não pensarem que o seu clamor cairá no vazio”.

Somos chamados a viver concretamente a solidariedade, a abrir-se ao outro. É a prática da caridade. É tarefa de todos nós empenhar-se nas políticas sociais, o que o Papa chama de “caridade social”.

Estejamos atentos de que o distanciamento imposto pela pandemia “é sanitário”, não é distanciamento afetivo, e o Papa pede para “saber estar atento às carências e às dificuldades das pessoas”. Mais do que as carências materiais o que muitas vezes falta é a carência da atenção, do respeito. As pessoas têm necessidade de se sentirem próximas, de se sentirem queridas, amadas, acariciadas. 

Queremos agradecer às paróquias da Arquidiocese de Pouso Alegre que prestam atenção aos pobres, as suas muitas e variadas carências, com atitudes de hospitalidade, generosidade, partilha, apoio e a solidariedade aos mais pobres nesta pandemia. 

Recordamos o exemplo de Santa Dulce dos Pobres, que representa a caridade cotidiana, persistente, que anunciou pelo testemunho a Palavra de Deus. Ela nunca desistiu de pedir esmolas e doação em favor de suas obras. 

 “Dar a mão ao pobre é reconhecê-lo como pessoa e apoiá-lo no que for possível ou pelo menos encaminhar a situação para solução.

Que Santa Dulce dos Pobres interceda pelos desassistidos.



Dom José Luiz Majella Delgado, C.Ss.R.

Arcebispo Metropolitano de Pouso Alegre

 

O Dia Mundial dos Pobres



 

Publicado no dia 14/11/2020