ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Arquidiocese inicia pesquisa sociorreligiosa com as comunidades, pastorais e movimentos - por Pe. Andrey Nicioli


Dentro dos preparativos para a celebração do seus 120 anos de história, a Arquidiocese de Pouso Alegre está realizando uma pesquisa sociorreligiosa com os membros leigos de nossas comunidades, pastorais e movimentos. A pesquisa é online (clique aqui e responda à pesquisa). Segundo o coordenador de pastoral da Arquidiocese, padre Mauro Ricardo de Freitas, todas as respostas, quando compiladas, irão dar bases para o planejamento pastoral nos próximos anos. 

'A importância e razão dessa pesquisa, é o esforço de conhecer melhor o chão sóciorreligioso da arquidiocese para buscar responder de maneira mais adequada á ação evangelizadora da Igreja. Queremos alcançar o maior número de pessoas possível, incluindo pessoas que não façam parte de nenhum grupo ou movimento dentro de nossas comunidades. Todos estão convidados a responder", pediu. 

Além desse questionário apresentado, outros três estão sendo realizados e querem atingir públicos específicos: clero, que já vem sendo realizado; religiosos e coordenadores de comunidades, que ainda vão começar. A realização desse questionário on-line é uma das linhas de ação para coleta de dados. A outra será feita através de visitas domiciliares em alguns municípios, o que será realizado pela empresa Giga, contratada pela Arquidiocese de Pouso Alegre para gerir e analisar todos os dados levantados.  

"Os agentes da empresa irão visitar 2200 domicílios em vários municípios da diocese. Esses municípios foram escolhidos obedecendo alguns dados, como número de eleitores, presença de migrantes e setores pastorais. Essa fase deve durar até final de agosto ou início de setembro, sendo que o resultado final está previsto para novembro ou dezembro", explicou. 

Uma comissão foi designada pelo arcebispo metropolitano, Dom José Luiz Majella Delgado - C.Ss.R., para que coordenasse junto à empresa responsável todo o processo da pesquisa, fazendo parte dessa comissão: Conego Wilson Mário de Morais, padre Paulo Adolfo Simões, padre Mauro Ricardo de Freitas e Suzana Coutinho. 

 

 

 

Publicado no dia 24/07/2018