ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Mensagem de Natal do Arcebispo - por Pe. Andrey Nicioli


Aos Padres, Diáconos,

Aos Religiosos(as) e outros Consagrados(as), seminaristas,

A todos os fiéis leigos e leigas da Arquidiocese de Pouso Alegre

"Ele será chamado Jesus, pois salvará o povo de seus pecados" (Mt 1,21). O seu nome é Jesus, que significa "Salvador" (cf. Lc1,31). Ele foi enviado por Deus Pai para nos salvar. Entoemos "Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na terra aos homens por ele amados" (cf. Lc 2,14). Deus é o Salvador, nós aqueles que se encontram em perigo. Confiando-nos à ajuda de Deus, gritemos por Ele: "Vinde salvar-nos!". Só o Deus que é amor e o amor que é Deus pode escolher salvar-nos através do caminho que respeita a verdade Dele e nossa: o caminho da reconciliação, do diálogo e da colaboração.

Por isso, amados irmãos e irmãs da Arquidiocese de Pouso Alegre, neste Natal de 2018, dirijamo-nos ao Menino de Belém, ao Filho da Virgem Maria e digamos: "Vinde salvar-nos!". Vamos juntos olhar para a Gruta de Belém: o Menino que contemplamos é a nossa salvação. Ele trouxe ao mundo uma mensagem de reconciliação e de paz. Abramos-Lhe o nosso coração, acolhamo-Lo na nossa vida. Repitamos-Lhe com confiada esperança: "Vinde salvar-nos!"

Em 2019 convidamos a todos, enquanto pessoas de fé, a aprofundarmos a virtude da CARIDADE, vivendo o terceiro ano do tríduo preparatório para a celebração do jubileu dos 120 anos de criação da nossa Diocese. Vamos refletir e colocar em prática a caridade, que é um dom de Deus que nos faz caminhar na construção da civilização do amor. Caridade é um termo derivante do latim "caritas", que tem origem no vocábulo grego chàris. Significa um sentimento de ajuda a alguém sem busca de qualquer recompensa. A prática da caridade indica uma pessoa boa e de moral correta. Jesus fez da caridade o novo mandamento, quando disse: "Este é o meu preceito: amai-vos uns aos outros como eu vos amei" (Jo 15,12).

Caridade é, portanto, doação gratuita. É doar um sorriso, uma gentileza, uma atenção, respeito, alimento e roupas, engajamento nas obras sociais, participação no âmbito das políticas públicas em prol do bem comum, diálogo com quem pensa diferente, serviço generoso com os mais pobres, mais doentes, mais necessitados, ajudar a comunidade a ser lugar, espaço, vida em que se ama e se deseja amar mais. Esta lista, na verdade, não termina. Para este ano devemos aprender com Maria a amar, a amar mais, a amar melhor, a sermos sempre amor dedicado, ela que é Mãe do Belo Amor, a senhora da caridade.

Imploro do Menino Deus que a todos abençoe.

Com orações desejo um Feliz Natal e próspero Ano Novo

Dom José Luiz Majella Delgado - C.Ss.R.

Arcebispo Metropolitano de Pouso Alegre

Pouso Alegre, 25 de dezembro de 2018

Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo      

 

 

 

Publicado no dia 22/12/2018