ARQUIDIOCESE
de Pouso Alegre

Biografia Monsenhor João Aparecido Faria - por Pe. Andrey Nicioli


Monsenhor João nasceu no bairro da Lagoa em Paraisópolis no dia 12 de outubro de 1933. Cursou o primeiro ano do antigo primário na escola do bairro e as demans no então Grupo Escolar Bueno de Paiva. No início de de 1947 foi admitido no Seminário Nossa Senhora Auxiliadora da ainda Diocese, hoje Arquidiocese, de Pouso Alegre, onde realizou os estudos de humanidades, correspondentes hoje aos anos finais do ensino fundamental e ensino médio. 

Fez os estudos filosóficos e teológicos no Seminário São José de Mariana. Foi ordenado presbítero por dom Oscar de Oliveira na Matriz de São João no dia 14 de dezembro de 1958. A pedido de monsenhor Sebastião Carvalho de Vieira, que fora seu formador no seminário, o novo sacerdote trabalhou durante dois anos como vigário paroquial na Paróquia Santo Antônio de Jacutinga. 

Em 1961 assumiu a direção da Paróquia Nossa Senhora da Conceição em Conceição dos Ouros, onde permaneceu seis anos. Em seguida, tornou-se professor no seminário arquidiocesano e diretor da Obra das Vocações Sacerdotais (OVS) e, posteriormente, vigário da Catedral Metropolitana do Senhor Bom Jesus. Reconhecido pelas suas virtudes e méritos, recebeu em 1974 o título de Cônego. 

Foi em seguida nomeado pelo arcebispo dom José D'Ângelo Neto como vigário substituto da Paróquia São José de sua terra natal. Veio após a Páscoa de 1975 para auxiliar o cônego Profício, que já se encontrava doente. Após o jubileu de ouro sacerdotal do referido sacerdote, cônego João Faria assumiu a direção da Paróquia no dia 7 de janeiro de 1977. 

Além de enriquecedores eventos nas dimensões espiritual e pastoral, que visaram à implantação das diretrizes do Concílio Vaticano II na paróquia, criou no dia 15 de dezembro de 1980 a Fundação São José do Paraíso, mantenedora da Rádio Paraisópolis, instituiu o Concelho Paroquial de Pastoral (CPP), o dízimo e implantou a celebração mensal de missas nas comunidades rurais. Foi pároco em Paraisópolis até o final de 1981. 

Cônego João Faria assumiu em seguida a direção do convívio teológico São José, residência dos seminaristas da Filosofia e Teologia da Arquidiocese de Pouso Alegre em Taubaté. Permaneceu no ofício durante dois anos. No dia 5 de fevereiro de 1983 assumiu os trabalhos na Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Pouso Alegre, ano em que ele comemorou seu jubileu de prata sacerdotal. 

Em 2 de janeiro de 1994 tornou-se pároco da Paróquia São José Operário, também em Pouso Alegre, onde permaneceu por 4 anos. Por solicitação de seu colega de turma, padre Sebastião Pereira Dal'Poggeto, pároco da paróquia Nossa Senhora do Patrocínio em Caldas, o então arcebispo Dom Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho - Opraem, o nomeou como vigário paroquial em Caldas. Em primeiro de fevereiro de 2000 iniciou o mesmo ofício na Catedral Metropolitana, onde, em reconhecimento pelos importantes serviços prestados à Igreja, recebeu no dia 7 de agosto de 2006 o título de Monsenhor. Serviu à Catedral até fevereiro de 2007, quando se tornou capelão do Hospital das Clínicas Samuel Libânio de Pouso Alegre. Exerceu essa capelania até o final do mesmo ano.

Residindo no Seminário Arquidiocesano, monsenhor João Faria exerce diversas funções, entre as quais assistente espiritual de alguns seminaristas e três Equipes de Nossa Senhora e, aos domingos, auxilia diversos párocos em seu trabalho, com destaque para o Santuário de Santa Rita Caldas. 

Compeltou 85 anos de idade no dia 12 de outubro de 2018 e 60 anos de vida presbiteral no dia 14 de outubro 2018. 

 

Publicado no dia 04/02/2019