Arquidiocese iniciará comemoração de jubileu de 60 anos

21 de setembro de 2021
Na próxima quinta-feira (23), às 19h, será iniciado o ano jubilar em comemoração aos 60 anos da arquidiocese com missa solene, na catedral, em Pouso Alegre (MG), presidida pelo arcebispo metropolitano, dom José Luiz Majella Delgado, C.Ss.R.

Para essa celebração, são convidados o clero arquidiocesano (especialmente os coordenadores dos setores pastorais), os membros do conselho arquidiocesano de pastoral e da comissão do jubileu. Devido à pandemia do COVID-19, a participação presencial dos fiéis está sujeita ao protocolo sanitário adotado na catedral. A missa será transmitida pelas redes sociais da paróquia do Bom Jesus (acesse aqui) e pelo canal da arquidiocese no YouTube (acesse aqui).

A comissão de organização do jubileu propõe como objetivos celebrar e agradecer a Deus pelos frutos colhidos na Igreja Particular de Pouso Alegre, em comunhão com as dioceses de Guaxupé (MG) e Campanha (MG). Além disso, quer destacar as raízes históricas da província eclesiástica de Pouso Alegre, fazer um resgate da caminhada dos setores pastorais, das pastorais e movimentos, da pastoral vocacional, das assembleias de pastoral e das 29 paróquias que foram criadas na arquidiocese nos últimos 60 anos. Para o ano jubilar, foi escolhido como lema: “Firme como a árvore plantada à beira do rio, dá fruto no tempo devido” (Sl 1,3).

 

Elevação a arquidiocese

Em junho de 1962, a então diocese de Pouso Alegre, através de seu bispo, dom José D’Ângelo Neto, recebeu carta emitida pela Nunciatura Apostólica no Brasil, que informava que o papa João XXIII elevara, através da bula Qui tanquam Petrus, de 14 de abril, o bispado de Pouso Alegre à categoria de arquidiocese e a promoção de dom José à condição de primeiro arcebispo da nova sede arquiepiscopal metropolitana de Pouso Alegre, a qual teria como sufragâneas as dioceses de Guaxupé e Campanha.

A instalação canônica da arquidiocese se deu no dia 23 de setembro de 1962. Após a leitura da bula de criação e do decreto de execução, dom José tomou posse perante o cabido, com a presença dos bispos sufragâneos, dom Othon Motta (Campanha) e dom Inácio Dal Monte (Guaxupé). Na sequência, uma missa oficial foi presidida pelo borda-matense dom João Resende Costa, bispo coadjutor de Belo Horizonte e delegado especial do núncio apostólico naquele ato.

Na próxima quinta-feira (23), a arquidiocese inicia calendário festivo de ano jubilar que irá até 23 de setembro de 2022, data da comemoração dos 60 anos desse evento histórico para a Igreja no Sul de Minas, que envolverá as paróquias, leigos, clero, religiosos, arcebispo e bispos da província, dom José Lanza Neto (bispo de Guaxupé) e dom Pedro Cunha Cruz (bispo de Campanha).

 

Programação do ano jubilar

As atividades do ano jubilar se darão em dois eixos: celebrativo e histórico.

Para o eixo celebrativo, as paróquias são incentivadas a celebrar a missa todo dia 23 na intenção da arquidiocese, com prece específica e preparar espaço celebrativo com um quadro (ou banner ou estandarte) com o brasão arquidiocesano ou arranjo de flores com fitas vermelhas e amarelas (cores do brasão) e imagem de São Sebastião. Nas paróquias criadas a partir de 1962, chamadas de paróquias jubilares (confira lista abaixo), pede-se que essa programação seja seguida e haja recordação da vida e a recitação da oração jubilar. Além disso, será proposta celebração da Palavra para as famílias e comunidades com a temática do jubileu.

O eixo histórico será construído de modo virtual. A cada mês, até setembro de 2022, serão elaborados vídeos comemorativos. A produção irá abordar: o que é uma arquidiocese; as insígnias do arcebispado; o histórico e setores pastorais da arquidiocese; a diocese de Guaxupé; a diocese de Campanha; o histórico do primeiro arcebispo, dom José D’Ângelo Neto; a vida religiosa na arquidiocese; o laicato; as assembleias de pastoral e o processo formativo dos padres.

Além das atividades desses eixos, estão previstas novena e missas em ação de graças a serem realizadas em setembro de 2022, na catedral e demais paróquias da arquidiocese. Também estão previstas a elaboração de revista comemorativa do jubileu, sessão extraordinária solene na Câmara de Vereadores de Pouso Alegre e reportagem especial sobre os 100 anos do palácio episcopal, nos meses de agosto e setembro do ano que vem.

Logotipo do ano jubilar.

Oração Jubilar

Senhor da vida e da história, como o povo de Israel, seguimos o caminho em busca de teu Reino. Em nossa jornada, celebramos o Teu nome grandioso e nos reconhecemos como Povo de Deus, filhos e filhas do mesmo Pai, guiados por Teu amor. É tempo de celebrar e agradecer os frutos colhidos nesses 60 anos como Igreja Arquidiocesana. Que nossa Arquidiocese, animada pelo Santo Espírito e inspirada pela fé, esperança e caridade de São Sebastião, nosso padroeiro, seja sempre “firme como a árvore plantada à beira do rio, que dá fruto no tempo devido” (Sl 1,3). Amém!

 

Paróquias criadas após a elevação da diocese de Pouso Alegre à categoria de arquidiocese (1962)

Paroquia/cidade/data da criação:

1 – Nossa Senhora de Fátima – Pouso Alegre – 13/05/1975
2 – Imaculado Coração de Maria – Pouso Alegre – 28/01/1976
3 – Nossa Senhora das Dores – Gonçalves – 17/09/1978
4 – São Sebastião – Itapeva – 05/02/1985
5 – Sagrada Família – Itajubá – 25/07/1988
6 – São José Operário – Pouso Alegre – 24/08/1988
7 – São João Batista – São João da Mata – 28/02/1992
8 – Divino Espírito Santo – Espírito Santo do Dourado – 01/03/1992
9 – São João Batista – Pouso Alegre – 07/10/1992
10 – São Benedito – Itajubá – 30/01/1994
11 – São Cristóvão – Pouso Alegre – 12/12/1994
12 – Nossa Senhora de Fátima – Santa Rita do Sapucaí – 26/02/2003
13 – Nossa Senhora Aparecida – Tocos do Mogi – 06/04/2003
14 – São Sebastião – Senador Amaral – 12/09/2004
15 – São Francisco de Assis – Distrito de Monte Verde/Camanducaia – 10/10/2004
16 – Santo Antônio – Ouro Fino – 10/02/2006
17 – São Geraldo Magela – Pouso Alegre – 11/02/2006
18 – São José – Distrito São José do Pantâno/Pouso Alegre – 26/09/2012
19 – Nossa Senhora Aparecida – Cambuí – 02/02/2014
20 – Senhor Bom Jesus – Albertina – 22/06/2014
21 – Sant’Ana – Wenceslau Braz – 12/12/2014
22 – Santo Antônio – Pouso Alegre – 24/08/2015
23 – São Francisco e Santa Clara – Pouso Alegre – 08/09/2015
24 – Santo Antônio – Itajubá – 20/01/2016
25 – Nossa Senhora Aparecida – Marmelópolis – 20/01/2016
26 – Nossa Senhora das Graças – Itajubá – 20/01/2016
27 – São Sebastião – Senador José Bento – 29/06/2016
28 – São Cristóvão e São Benedito – Extrema – 29/06/2016
29 – Nossa Senhora da Conceição Aparecida – Andradas – 25/03/2019

A imagem destacada da notícia traz dom Majella, arcebispo metropolitano, pregando na Festa do Bom Jesus, na catedral, em 6 de agosto de 2021. Foto das redes sociais da Catedral Metropolitana – Paróquia do Bom Jesus.